A Balança Emocional

30 de abril de 2020 by in category Educação, Psicologia with 0 and 0

Você já olhou para uma balança com bastante atenção? Se não, faça isto agora.

balanca1

Já reparou no delicado equilíbrio que existe entre seus dois pratos? E que qualquer mudança, até mesmo um sopro, pode abalar este balanço e fazê-la pender para um ou para o outro lado?

Quando você pensa nas suas emoções, o que você faz é criar dentro de você uma balança exatamente como esta. Mas separando o conteúdo dos pratos entre aqueles que pertencem a VOCÊ e aqueles que pertencem às OUTRAS pessoas..

Mas como isto acontece? Pelas suas ESCOLHAS.

Quando, na nossa vida, escolhemos fazer algo pelo nosso bem, ou para ajudar a uma outra pessoa, estamos colocando nossos valores em pratos diferentes. E cada escolha altera todo este delicado equilíbrio, já que a isto dedicamos nossa atenção. Como quando colocamos um peso numa balança, temos de esperá-la nivelar novamente até parar.

Dedicação é o segredo de um bom equilíbrio emocional. A certeza de que é IMPOSSÍVEL dar 100% de nós mesmos a uma causa, seja ela um propósito, um trabalho ou até mesmo um relacionamento.

Se quisermos realmente ser emocionalmente saudáveis, temos de entender que devemos sempre reservar uma parte da nossa energia para nós mesmos, a parte principal, que será sempre 50% de quem somos. De TUDO que somos e somos capazes de realizar.

Abra sua mão direita à sua frente e imagine-a como sendo um dos pratos desta “Balança”. Agora imagine ali os seus sonhos, os seus desejos, e os seus relacionamentos. Este será o seu “Prato do Eu“.

Agora vamos olhar para fora de nós, na dedicação que emprestamos às outras pessoas nos nossos relacionamentos, sejam eles amorosos, familiares ou profissionais. O único ponto em comum que existe entre todos eles é… nós mesmos. NÓS estamos em todos eles, e portanto nosso empenho e dedicação às outras pessoas partirá sempre de nós.

Agora abra a sua mão esquerda à sua frente, imaginando-a como sendo o outro prato desta “Balança”. Imagine ali os seus relacionamentos, a importância e a dedicação que você empenha às suas tarefas, aos estudos, ao tempo livre que escolhe passar com as pessoas que você gosta de estar, e até mesmo o tempo que precisa passar com aquela pessoa inconveniente que você preferiria evitar, mas que por questões de trabalho, escola ou até familiares precisa aprender a conviver. Este será o seu “Prato do Outro“.

Agora concentre-se nos dois pratos da sua balança, nas duas mãos abertas à sua frente, e faça um rápido balanço da sua vida, pensando quanta energia você tem dedicado a VOCÊ, e quanto de você tem sido dedicado aos OUTROS.

Lembre-se que o único contra-peso desta poderosa Balança Emocional será o outro lado. E que no Prato do Eu estão todas as suas forças e capacidades de lidar com as necessidades dos outros em sua vida, enquanto no Prato do Outro é para onde vai a sua energia quando decide interagir com cada parte da sua vida.

E é por isto que nunca podemos dar 100% de nós a uma causa ou pessoa“, pois se o fizermos, toda a nossa energia estará num só Prato, deixando o outro completamente vazio, e nossa Balança Interna, completamente desequilibrada.

Quando isto acontece, adoecemos.

Quando dedicamos energia demais aos Outros, e guardamos muito pouco para as nossas necessidades, estamos entrando em Depressão.

Quando nos dedicamos a causas demais, intercalando nossa atenção entre tantas necessidades, incluindo ou não a NOSSA própria, estamos com Ansiedade.

Quando escolhemos privilegiar um relacionamento, tirando a força de outras importâncias das nossas vidas, como romper relações com parentes, por exemplo, para ficar exclusivamente com nossos pares amorosos, estamos num Desequilíbrio Emocional, depositando energia demais numa relação que pode não durar, e quando acabar, o que acontece com todo este investimento? Ela acaba também.

Por isto lembre-se sempre de manter a sua balança no meio-termo, encontrando sempre o ponto de equilíbrio entre você e as SUAS necessidades, e os outros e as necessidades DELES.

Se você exercitar este equilíbrio, e nunca se esquecer de que você será para o mundo SEMPRE apenas 50% da pessoa que pode ser, vai se lembrar automaticamente de que, dentro de você, estão os outros 50% de potencial para se desenvolver e ser encontrado.

Assim, quando estamos “doentes”, sentindo que estamos dando 100% de nós para uma causa e não está adiantando nada, é porque na verdade estamos dedicando todos os 50% dos OUTROS a isto, e NÃO ESTAMOS USANDO os NOSSOS 50%.

Quando exercitamos, e aprendemos a manter esta balança no seu “Marco Zero”, ou seja, no seu ponto de equilíbrio, sempre haverá força para nós, para cuidar de nós mesmos, e sempre que quisermos nos dedicar às outras pessoas, haverá uma reserva de energia a ser empenhada.

E as ESCOLHAS que fazemos são o contra-peso.

Se você quer uma Balança nivelada, lembre-se de que SEMPRE que fizer algo por alguém, NECESSARIAMENTE também precisará fazer algo por VOCÊ. E da mesma maneira, sempre que fizer algo por VOCÊ, estará ganhando forças para dedicar às OUTRAS causas.

Portanto lembre-se que VOCÊ é 50% da sua vida. E que os outros 50% estão divididos por TODAS AS SUAS ESCOLHAS.

be different

SOU HIPNOSE 2020- Hipnose livre para todos! ~ Eu sou! Você é! Todos Somos!Desenvolvido por tr3zetrintaeum